Meio de Transporte Buenos Aires – Taxis/Remis

Realmente me surpreendi com a popularidade dos taxis em Buenos Aires. Você os encontra em toda parte, impressionante! Utilizei muito e posso dizer que compensa, a começar pela tarifa: a bandeirada começa com A$ 3,80 (± R$ 1,80). Eu e a minha esposa íamos do centro para um bairro ou restaurante, algo em torno de 5-7km, e gastávamos em média A$ 10,00. A mesma distância aqui no Brasil sairia, acredito eu, por ±R$ 15,00-18,00. À noite, indo e voltando de um passeio, de um programinha, é uma ótima opção, bem segura e prática, eu recomendo.

Mas não foram só experiências boas… a fama dos taxistas argentinos de tentarem tapear os turistas é verdadeira. Vou relatar dois episódios suspeitos ocorridos comigo e com a minha esposa:

  • Pegamos o taxi cedo para um passeio que irei comentar mais para frente, informei o endereço, número, bairro. Logo de início o taxi começou a andar muito devagar… achei estranho… mas tudo bem. Depois ele foi parar no final da avenida onde queríamos ir: deveríamos estar na altura do núm. 300 e ele estava no num. 3000!! O motorista explicou que não sabia onde era e que não localizava a numeração. Tivemos quase que nos exaltar para ele ir mais depressa e orientá-lo. A corrida ficou em A$ 20,00, eu disse que não achava justo o que ele tinha feito e que eu só pagaria A$ 15,00 pela corrida e dei as costas. Depois eu pesquisei e verifiquei que uma corrida até onde fomos ficava mesmo em torno de A$12,00 -15,00. O motorista era antigão… a avenida conhecida… se perder, muito estranho não acham?
  • Num outro dia fomos ao Café Tortoni, um dos locais mais famosos de BsAs. Era possível ir a pé do nosso hotel, iríamos gastar 20min, mas preferimos pegar um taxi. Pegamos, disse aonde iríamos, perguntamos se conhecia ao que respondeu que sim… mas para surpresa nossa o motorista entra na avenida do Café Tortoni e começa a procurar pela numeração… disse não se lembrar em qual altura da avenida ficava, que ia dar a volta (a avenida era de sentido único). Não quis me estressar, descemos ali mesmo e fizemos o restante do percurso a pé. Não dá para engolir que o motorista não sabia onde era o Café Tortoni, né? É uma pena esse tipo de situação, acho que isso denigre muito o país.

Então tenha alguns cuidados ao utilizar o taxi. Abaixo algumas dicas:

– quando pegar o taxi informe a rua e preferencialmente o cruzamento (por exemplo, Calle Corrientes y Calle Uruguai). Não se usa falar “altura do num. 1300 da Calle Corrientes”, não rola!

– quando possível informe-se antes no seu hotel onde estiver hospedado quanto custaria aproximadamente uma corrida de taxi até o lugar onde deseja ir. Assim, se o motorista te enganar, pague o que achar justo e dê as costas.

– cuidado com notas falsas! Não use o taxi como forma de trocar suas notas altas, dizem que eles dão muito golpes com notas falsas.

– à noite, no final do dia (quando se encerra o expediente), não é nada fácil pegar um taxi. Se estiver chovendo então… você pode contar que vai esperar uns bons 15 minutos para conseguir um… e com muita sorte.

Taxi para o Aeroporto

A melhor forma de se deslocar do centro de BsAs para o Aeroporto de Ezeiza e vice-versa é através do taxi, ou melhor, do remis, que funciona como um rádio-taxi. A distância é muito longa (semelhante ao trajeto do centro de SPaulo para o Aeroporto de Guarulhos). Você está com malas, cansado, portando bens de valor, não se arrisque a fazer outra coisa diferente. É caro (±A$100,00 mas comparando com o Brasil, nem tanto) e o preço é acertado antes de pegar o taxi, nos guinchês que ficam dentro do aeroporto (isso é uma vantagem, você não corre o risco de ser alvo da malandragem argentina). Abaixo vou deixar duas dicas:

– você virá num vôo com muitos outros turistas brasileiros, o fluxo de turistas do Brasil indo para a Argentina é muito grande e a maioria irá se hospedar no centro da BsAs. Seja cara de pau e tente dividir o taxi com alguém, com outro casal. Foi o que fiz. Na volta você pode também utilizar a mesma tática, se der sorte.

– geralmente os hotéis possuem convênios com empresas de taxi onde você também acerta o preço antes. Eu fiz isso e fiz uma viagem tranqüila(paguei A$ 80,00). Acho arriscado, para um percurso tão longo e desconhecido, estar sujeito ao taxímetro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: